curadoria de conteúdo

A era da curadoria de conteúdo

No últimos anos, houve uma verdadeira reviravolta no modo como a informação é criada e difundida. Antes, a informação seguia um fluxo unidirecional,  os grandes meios de comunicação detinham todo o poder midiático e apenas eles conseguiam fazer com que determinada informação alcançasse um grande número de pessoas, a comunicação de massa. Com a popularização da internet, tudo se tornou um canal de difusão de conteúdo: redes sociais, blogs, e-mails e etc. A partir daí, todos se tornaram produtores e consumidores de conteúdo ao mesmo tempo, fazendo com que o fluxo de informação assumisse uma forma multidirecional.

curadoria de conteúdo

Essa mudança no fluxo de informação causou uma verdadeira revolução no modo como assimilamos o conteúdo. A cada segundo ocorre o upload de milhares de centenas de arquivos no mundo e milhões de buscas são feitas no Google. É uma verdadeira avalanche de conteúdo que é criada todos os dias por inúmeros usuários com padrões de comportamento completamente diferentes. A enorme quantidade de dados nos obrigou a buscar a informação de forma cada vez mais rápida, para que possamos “ter mais tempo” para buscar mais coisas.

Surgimento da curadoria de conteúdo

O grande volume de arquivos fez com que surgisse um novo termo na área digital: curadoria de conteúdo. O termo não é novo e vem diretamente da arte, onde o curador realiza a organização, cuidado e seleção de obras de arte para exposições. Na internet, o curador de conteúdo tem como papel selecionar o conteúdo que mais se encaixa no seu objetivo de acordo com o seu público-alvo.

A curadoria digital possui 03 etapas essenciais:

  • Pesquisa: É nessa fase que o curador constrói uma rede de informações sobre o assunto que ele deseja abordar. Um bom curador possui uma lista com os principais blogs, portais, e outros links que são referência sobre o tema. Eu, por exemplo, possuo uma pasta nos favoritos com vários blogs de marketing digital, assim, me mantenho sempre atualizada sobre o que acontece no mercado. Se possuo um cliente sobre decoração, irei fazer o mesmo com blogs da área.
  • Seleção: A segunda etapa da curadoria é o momento de selecionar o que será relevante ou não. O famoso “separar o joio do trigo”. Observe qual o perfil da empresa e os interesses do público. Observe se o conteúdo irá acrescentar em algo ou será apenas para “fazer volume”. Se for apenas mais um na multidão de dados da internet, descarte.
  • Compartilhar: Chegamos na última etapa: o compartilhamento do conteúdo selecionado. O interessante é não apenas compartilhar o artigo, mas também comentá-lo. Deixe a sua visão sobre o assunto e agregue valor para quem está lendo.

Quando utilizar a curadoria de conteúdo

Nem só de curadoria ou só de criação de conteúdo sobrevive um portal. É interessante que você avalie o que mais será relevante naquele momento. Conheça o seu público-alvo antes de tudo e saiba o que ele procura, o que dá mais engajamento e gera mais interação com o conteúdo. Não esqueça que na internet, quem manda são os usuários. Se não fizer algo pensando neles, dificilmente dará resultado.

Caso deseje escrever sobre um assunto que já está saturado, existem poucas novidades sobre o tema e o que você for escrever não trará nada de novo: opte pela curadoria. Além disso, ao repostar algo interessante de outro produtor de conteúdo, você mostra para o seu usuário que não está apenas tentando se promover, mas antes de tudo, quer transmitir a melhor informação para ele. Caso o conteúdo encontrado não seja capaz de falar tudo que você necessita, capriche na criação de conteúdo e ofereça o melhor.

Mais dicas para quem deseja melhorar a sua curadoria de conteúdo:

  • Assine newsletters interessantes sobre o assunto do seu negócio, assim você fica sempre atualizado em primeira mão
  • Quem são os seus gurus? Siga-os em todas as redes sociais e absorva todas as dicas
  • Aproveite o seu tempo livre com podcasts. Na academia, no trânsito ou na hora de cozinhar. É sempre um bom momento ouvir quem é experiente em determinado assunto
  • Utilize aplicativos que salvam conteúdo para depois. Eu utilizo o pocket. Quando não tenho tempo de ler algo, salvo e mais tarde leio.
  • O Flipboard é um ótimo exemplo de como a curadoria de conteúdo pode funcionar. Crio revistas sobre meus temas de interesse e todos os dias recebo notificações de leitura.
  • Sempre dê os créditos para a fonte original! Mentira tem perna curta e cópia na internet dura menos ainda. É anti-ético copiar algo e não citar a fonte. Não faça com os outros o que não deseja que façam com você.

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *